O que é preciso para se inscrever no Sisu 2020

O período de inscrições para o primeiro semestre do Sisu 2020 está prestes de se iniciar e, para aqueles que ainda não se inscreveram, daremos dicas importantes para participar do programa.

O MEC (Ministério da Educação) dará início em janeiro nas inscrições do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) primeiro semestre e, no decorrer deste artigo falaremos um pouco mais sobre tudo o que os estudantes precisam saber sobre o programa.

O que é e como funciona o Sisu 2020

Sisu 2020 Sistema de Seleção UnificadaO Sisu é um programa do governo federal gerenciado pelo MEC, com a finalidade de realizar um processo de seleção para a ocupação de vagas em cursos de instituições federais de ensino superior.

O período de inscrições é dividido em dois semestres, um a cada seis meses do ano podendo participar do segundo semestre aqueles que não conseguiram a seleção no primeiro. O que é preciso para se inscrever?

Para se inscrever no Sisu 2020, o estudante interessado precisa ter realizado as provas do Enem 2019 – Exame Nacional do Ensino Médio, e ter adquirido uma média igual ou superior a 450 pontos nas provas de conhecimentos gerais e uma nota superior a zero na redação.

É importante lembrar aos alunos interessados em participar do Sisu 2020 que essa nota é a mínima exigida para participar do programa. As notas para o processo de seleção para cada curso são definidas pela instituição que o mesmo pertence.

Caso o estudante adquira uma nota inferior à mínima exigida para participar do Sisu 2020, infelizmente será impossível a sua participação no programa.

Quem pode se inscrever no Sisu

Serão aceitos os estudantes que participaram apenas da edição do Enem 2019, sendo impossível a participação de alunos em edição anteriores a esta.

Além disso, não é possível a soma de duas ou mais participações nas provas do Enem, a nota em que o estudante vai concorrer a uma vaga no curso que sonha em realizar será a adquirida nas provas do Enem 2019.

Os cursos que o estudante deseja participar no processo de seleção são escolhidos pelo mesmo, assim como o turno e instituição.

Fica sob total responsabilidade do candidato a verificação da nota de corte do curso de sua preferência e ver se a mesma é inferior à sua média nas provas do Enem.

Caso participante se inscreve em um determinado curso que a sua nota adquirida nas provas do Enem seja inferior a nota de corte do curso, infelizmente o mesmo não irá conseguir a vaga neste curso.

Portante, é preciso de bastante atenção na realização da inscrição no Sisu 2020.

Como e onde se inscrever no primeiro semestre do Sisu 2020

Como e onde se inscrever no primeiro semestre do Sisu 2020Aconselhamos a todos os alunos interessados em participar do Sisu 2020, antes de realizar a sua inscrição no programa, realizem a leitura do edital. É de extrema importância a leitura pois, além de estarem lá divulgadas as datas de todos os períodos do programa, ficam lá esclarecidas todas as regras e normas.

As inscrições para o primeiro semestre serão iniciadas em janeiro, com o período de duração até o fim do mesmo mês.

Para se inscrever no Sisu 2020 o candidato precisa acessar o site oficial do programa, disponível no seguinte link: http://sisu.mec.gov.br/. Serão aceitas e validadas as inscrições realizadas somente neste site.

Ao acessar o site oficial, a primeira informação que o aluno precisa dar é o número da matrícula no Enem 2018. Caso não se recorde, basta ao mesmo acessar a página do participante do programa que ainda aparecerá as informações necessárias.

Tendo o número da matrícula no Enem 2019 informado, o estudante precisa de um endereço de e-mail e um número de telefone pessoal válidos, pois através destes meios de comunicação o aluno receberá notificações sobre todas as novidades.

Após a informação dos dados pessoais, o candidato precisa escolher qual tipo de curso, turno e instituição deseja participar do processo de seleção do Sisu 2020, podendo ser até dois de cada.

Lembramos aqui mais uma vez que fica sob total responsabilidade do participante se a nota de corte do curso é inferior a adquirida nas provas do Enem 2019. Caso não seja, não será possível a seleção para aquele determinado curso.

Após a informação dos cursos, turnos e instituições da preferência do estudante para participar do processo de seleção, cabe ao mesmo preencher corretamente todos os outros campos obrigatórios esclarecidos no ato da inscrição para o programa.

Tendo preenchido corretamente todos os campos da inscrição no Sisu 2020, cabe ao candidato encerrar a sua inscrição no programa e aguardar a verificação do órgão responsável por isso.

O órgão responsável pela verificação de todas as informações prestadas na realização da inscrição no Sisu é o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Notas de corte Sisu 2020

Tendo o Inep verificado as informações prestadas pelo estudante na inscrição e visto que as mesmas são verdadeiras, será enviado uma mensagem de confirmação no endereço de e-mail informado pelo aluno durante a realização da sua inscrição no programa.

Caso o candidato não receba uma mensagem, após a verificação do Inep, alguma informação prestada pelo participante não se enquadram nas normas do Sisu 2020.

A nota de corte definida pela instituição sofre alterações durante todo o processo de seleção do Sisu 2020 ficando como nota de corte do dia seguinte.

Caso após a primeira alteração da nota de corte do curso ultrapasse a nota adquirida pelo estudante nas provas do Enem 2018, infelizmente o mesmo não conseguirá a seleção no primeiro semestre do Sisu 2020.

O resultado do primeiro semestre de seleção do Sisu 2020 será divulgado no final de janeiro no seguinte site: http://sisualuno.mec.gov.br/.

Os nomes que se fazem presentes na lista divulgada no site oficial do Sisu 2020 serão os selecionados, tendo que entrar em contato com a instituição imediatamente para saber da documentação necessária para a realização da sua matrícula.

Aqueles que não foram selecionados no primeiro período do Sisu 2020, não percam as esperanças, pois ainda tem a lista de espera.

Como e onde se inscrever na lista de espera do primeiro semestre do Sisu 2020

Alista de espera do Sisu 2020é criada para a ocupação de vagas que não foram preenchidas pelos estudantes selecionados no primeiro processo de seleção do programa.

O período de inscrição na lista de espera do Sisu 2020 se inicia no final de janeiro, com a duração até fevereiro. Será impossível a participação da lista após o término deste período.

Podem participar da lista de espera do Sisu 2020 apenas os alunos que já participaram do primeiro processo de seleção do programa e, para se inscrever o candidato precisa acessar o mesmo site onde realizou sua inscrição. Disponível no seguinte link: https://sisu2020.net/.

Ao acessar o site, o candidato precisa informar o seu CPF (Cadastro de Pessoa Física) e a senha criada para ter acesso na página inicial do site.

Tendo entrado na página principal do site, o candidato verá uma pergunta se o mesmo deseja ou não participar da lista de espera, já que não é obrigatória a participação.

Basta o candidato clicar na opção ‘sim’ e encerrar a sua inscrição na lista de espera do Sisu 2020, que o Inep enviará no endereço de e-mail do participante uma mensagem de confirmação.

Tendo o candidato recebido o e-mail de confirmação, estará automaticamente inscrito na lista de espera.

Ao se inscrever, o candidato já estará participando simultaneamente do processo de seleção, pois o processo de seleção da lista de espera ocorre durante o período de inscrição da lista.

Sisu 2020 site oficial

A divulgação dos selecionados através da lista de espera será divulgada em fevereiro no seguinte site: http://sisualuno.mec.gov.br/. Será verdadeira a divulgação realizada somente neste site.

Os nomes presentes na lista de espera após o término do processo de seleção precisaram entrar em contato com a instituição imediatamente para a realização da sua matrícula.

Caso o candidato tenha sido selecionado no curso que não seja o de sua primeira opção, o mesmo pode solicitar alteração. Porém, cabe a instituição liberar ou não esta alteração, além disso, o estudante precisa estar matriculado no curso que foi selecionado.

Tendo ainda ficado em aberto alguma vaga, cabe a instituição saber o que fazer para o preenchimento da mesma.

Caso tenham mais dúvidas referentes ao Sisu 2020 é só deixar nos comentários que teremos o prazer de esclarecer a vocês.

Desejamos a todos que vão participar boa sorte!